Luuk Bykov vs Bruxas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Luuk Bykov vs Bruxas

Mensagem por Luuk Bykov em 3/1/2014, 13:13

And here all begins...

Depois de ter seu contrato selado, Luuk iniciou a sua caçada. Os dias passavam e seu empenho crescia tanto quanto sua vontade de reencontrar os entes queridos. Esse era seu desejo e seu intuito: quanto antes combatesse as bruxas, chegaria bem mais rápido a Yerik e a seus pais. ..

"Sempre em algum lugar, alguém está lutando por você.
Enquanto se lembrar dela, você não estará sozinho." ~Kaname Madoka
avatar
Luuk Bykov
Familiar
Familiar

F : '...'
Masculino

Idade : 20
Humor : Sad...
Ienes ($) : 240

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Luuk Bykov vs Bruxas

Mensagem por Akιø ' em 4/1/2014, 17:30

Tipo de Batalha: Caçada
Bruxa: Suleika
Características da Bruxa: Ela é a bruxa das trevas cuja natureza é a desilusão, ela fica mais forte a medida que a escuridão aumenta, tornando-se quase indestrutível no escuro total. Infelizmente, ela não é algo a temer quando o ambiente está iluminado.
Familiar: Não.
Dificuldade:Avançado
Número de Linhas: 35
Recompensas: Exp 50 + 50% purificação
avatar
Akιø '
Kyubey
Kyubey

F : 'No mundo real nossas ambições oscilam e se apagam.'
Masculino

Idade : 17
Localização : < Happyland ♠
Emprego/lazer : 'just {try to} prosper;'
Humor : / in a neko way ;3 >
Ienes ($) : 430

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Luuk Bykov vs Bruxas

Mensagem por Luuk Bykov em 10/1/2014, 03:04

O sol terminava de se por no horizonte, dando lugar aos primeiros sinais da noite. A rua em que eu estava não tinha muito movimento, todos estavam indo apressados para casa por conta de rumores sobre assassinatos recentes em um bairro próximo. Esses assassinatos aconteciam todos da mesma forma, as vítimas eram sempre estranguladas por algo com uma força sobre-humana, sempre à noite e em lugares parecidos.
Qualquer ser normal nunca faria ligação entre esses assasssinatos a um beijo de bruxa, porém essa é sempre uma possibilidade válida; especialmente aonde existem pessoas como nós.
Até esta hora eu estava com uns amigos da escola, matando tmepo em uma praça perto da escola, porém dois deles, Miya e Jun, tiveram que ir embora por conta de um trabalho didático. Eu fiquei por conta própria e até pensei em passar na perfumaria dos meus pais, mas essa ideia não chegou a se concretizar.
Minha soul gem começou a emanar um brilho fraco, havia algo muito errado ali perto, o que poderia confirmar minhas suspeitas sobre uma bruxa nas redondezas do bairro. Segurei a joia com cuidado, tentando poupá-la dos poucos olhares indiscretos que ainda haviam naquela rua. O brilho da gema aumentava ainda mais à medida que eu me aproximava de um beco escuro entre duas edificações. Os dois prédios que davam forma ao beco eram bem altos e antigos, ambos habitados por vários adultos que não podiam pagar por moradias melhores e até alguns casais de idosos, que remanesciam ali.
A barreira da minha inimiga era totalmente desconhecida, por enquanto eu deveria me prevenir. Ergui a joia e um brilho azulado envolveu meu corpo, transformando minhas roupas escolares nas habituais calças pretas e sobretudo azul escuro. Toquei a calçada de concreto com os dedos das duas mãos e tirei dela sem esforço algum duas peças sólidas em forma de espada, apenas para me defender de algum ser indesejado que pudesse aparecer por ali. Entrei no beco com calma, percebendo a distorção da paisagem suja, que aos poucos se tornava um enorme corredor negro cheio de postes de iluminação antigos.
E o show de horrores apenas começava. A barreira da bruxa apenas ficava mais bizarra, e nem sinal da dita cuja. Haviam nuvens estranhas que se erguiam do solo, marcando por onde passavam com um rastro branco. Segui por aquele caminho sem volta por um bom tempo, sem certeza de nada naquele lugar inóspito... Tudo o que eu via me dava um sentimento de desesperança no peito, como se eu nunca mais fosse sair, ficar ali dentro até minhas últimas forças se esvaírem, ser esquecido por todos.
Parei por um segundo, fitando novamente o local com um único pensamento: que estava vazio demais. E foi justo nesse momento que minha visão escureceu e senti uma dor intensa no braço. Sim, a única coisa que consegui ver de relance foi uma mão rasgando a minha carne. Segurei as pontas e ignorei a dor, comandando a espada que levitava do meu lado e desesperadamente lançando-a em nossa direção.
A espada de concreto me acertou de raspão, porém conseguiu afastar a bruxa de mim, deixando-a meio atordoada em meio aos postes. Não era apenas impressão, aquela massa de trevas disforme não gostava muito de luzes. Saltei e corri até a espada, pisando em cima da lâmina e erguendo-a com meu poder telecinético.
Foi um pouco difícil conseguir me equilibrar em cima de um bloco de concreto, mas meu próprio porte médio ajudou um pouco. Cheguei perto o bastante de um dos postes, só o bastante para perceber que dentro dos recipientes ardiam chamas, e que estas seriam bem úteis contra um monstro temente à luz.
Olhei com compaixão  para a bruxa, enquanto a mesma me encarava quase inerte, pois sua condição era  por si deplorável. Ser algo disforme, ter sua mente imersa em desespero, não era a melhor forma de existência mas ainda assim vivia, e matá-la me enchia de remorsos.
"Me desculpe por isso... Mas ou é você, ou eu."
Voltei ao chão e segurei a espada de concreto em posição defensiva, evitando futuros confrontos diretos com a bruxa. Me concentrei e movi as chamas dos cinco lampiões mais próximos para perto de mim, dando a cada uma delas a forma de um sabre luminoso. Parti para a ofensiva com minha espada cinzenta, enquanto fazia as outras lâminas dançarem no ar, tangendo a massa negra, que apenas se retorcia e tentava chegar a mim, se esgueirando por entre o fogo.
Já era hora de terminar com isso, não queria prolongar mais ainda o sofrimento alheio.
"Passo..."
As cinco espadas de fogo começaram a se mover com mais vigor, circundando a criatura e mantendo-a em um espaço limitado. Foi surpreendente o modo como ela enfraqueceu na presença da luz, mas algo me dizia que ela ainda não tinha dado tudo de si nessa batalha.
O monstro que se fez encolhido pelo fogo saltou por uma brecha e escapou por pouco do fio de corte da espada incandescente. Correndo ao redor dos postes apagados e tomando novamente a forma hostil e malévola de outrora. O único jeito de derrotá-la era jogar o seu jogo e fingir cair em suas tramas.
As espadas de fogo foram ao chão, e eu a segui apenas com a arma que manipulava desde o início. O momento era definido apenas por tensão, nenhum dos dois sabia o que o outro pensava, e por isso ficava difícil prever um próximo movimento.
Por fim ela partiu para cima de mim com toda as forças que a escuridão lhe deu e agarrou meu pescoço com aquelas mãos ossudas e frias. Fui obrigado a largar a espada que segurava, e revidar com as próprias mãos, tentando fazê-la largar. Foi desesperador, pois a cada mão que eu conseguia soltar, surgia mais uma que lutava com a mesma força de vontade.
Não teve jeito, apelei mais uma vez para minha telecinesia e trouxe a luz das espadas de fogo para perto de mim. Desferindo novos golpes contra a bruxa e fazendo-a se recolher novamente. Dessa vez o tempo corria ao meu favor.
Fiz as cinco peças de fogo se juntarem diagonalmente ao redor da bruxa, tornando-a quase inofensiva.
"Cadere!"
As espadas se desfizeram em brasas, chamuscando a superfície do corpo da inimiga e também ardendo ao seu redor. Me recompus rapidamente, e corri para pegar minha ultima arma.
"Fine..."
Antes que a minha inimiga tivesse a chance de se levantar mais uma vez, teve o corpo atravessado pelo concreto maciço da espada cinzenta. Seu semblante -se é que ela tinha um - parecia bem mais pacífico, retirando um pouco daquele aperto que surgiu em meu peito mais cedo. Ela estava morta, mas estava em paz.
O seu corpo e o labirinto se reduziram a nada, sumindo em uma névoa negra que se desfez logo em seguida, deixando para trás apenas uma grief seed.
Peguei o pequeno artefato e tratei de purificar logo minha soul gem, saindo do beco e fincando a espada de concreto no lugar de onde ela foi retirada inicialmente. Me destransformei e tomei outro rumo, indo para casa logo. Depois de tanto esforço, seria ótimo ter uma boa noite de sono.
avatar
Luuk Bykov
Familiar
Familiar

F : '...'
Masculino

Idade : 20
Humor : Sad...
Ienes ($) : 240

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Luuk Bykov vs Bruxas

Mensagem por Akιø ' em 10/1/2014, 08:18

Dificuldade inicial: 35 linhas
Recompensa inicial: Exp 50 + 50% purificação

Dificuldade atingida: 66 linhas
Recompensa adquirida: Exp 105 + 70% purificação

Nota: 9.2 - Incrível!
Observações: Adorei sua história \o\ Foi incrivelmente emocionante~ Mas acho que na próxima vez, você poderia deixar o texto mais organizado, usando negrito, itálico, etc~
avatar
Akιø '
Kyubey
Kyubey

F : 'No mundo real nossas ambições oscilam e se apagam.'
Masculino

Idade : 17
Localização : < Happyland ♠
Emprego/lazer : 'just {try to} prosper;'
Humor : / in a neko way ;3 >
Ienes ($) : 430

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Luuk Bykov vs Bruxas

Mensagem por Akιø ' em 10/1/2014, 08:44

Tipo de Batalha: Caçada
Bruxa: Kappa.
Características da Bruxa: Antigamente, era um Mahou Shounen. Com a maldição e suas habilidades de água, ele atrai os humanos com ilusões.
Familiar: Sim.
Dificuldade: Difícil
Número de Linhas: 70 linhas
Recompensas: Exp 120 + 80% purificação
avatar
Akιø '
Kyubey
Kyubey

F : 'No mundo real nossas ambições oscilam e se apagam.'
Masculino

Idade : 17
Localização : < Happyland ♠
Emprego/lazer : 'just {try to} prosper;'
Humor : / in a neko way ;3 >
Ienes ($) : 430

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Luuk Bykov vs Bruxas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum